terça-feira, 2 de maio de 2017

SEJA, SIM, O PORQUÊ DE ALGUÉM


    Talvez você se lembre daquela música do Hoobastank que diz assim "I've found a reason for me, to change who I used to be. A reason to start over new, and the reason is you". Lembra? Então, nos últimos dias eu me esgotei de tanto ler matérias e postagens sobre essa tal série chamada 13 reasons why. E uma coisa que chamou a minha atenção é que todos os links de textos sobre ela compartilhados no meu Facebook tentavam me convencer de duas coisas: que a série é muito boa e que eu não devo ser o porquê de alguém.
    Eu ainda não assisti a série e pra falar o que vim falar nem preciso ter assistido. Vim pra dizer que você deve, sim, ser o porquê de alguém. E antes que algum fulano venha debater nos comentários dizendo que eu não entendi os textos, eu lanço a seguinte quote.
Nunca irei a uma manifestação contra a guerra, se fizerem uma pela paz chamem-me. 
    Por que isso? Porque falar de coisa ruim atrai coisa ruim e lutar por coisas ruins - ainda que contra - coloca os holofotes sobre a ruindade e as pessoas acabam prestando atenção apenas nisso. Uma pessoa não praticar bullying não a torna uma boa pessoa. Não ser o motivo pelo qual alguém se suicidou, ou se afundou na depressão, não é mais do que sua obrigação. Mas eu quero te incentivar a ser o motivo pelo qual alguém saiu dessa situação. Então mais uma vez seja, sim, o porquê de alguém.
    Vou deixar aqui treze atitudes que você pode tomar a partir de hoje e que poderão te tornar a boa razão de alguém.
  1. Pergunte às pessoas com as quais você convive, se elas estão bem. Não de forma automática e sem expressar interesse, mostre que se importa em saber se elas estão bem de verdade.
  2. Procure elogiar as pessoas. Um elogio por dia é sua meta, mas você deve ser sincero. Não fale que o penteado ficou bom se não achar isso, a pessoa pode perceber a falsidade. Se o cabelo não está bom, elogie a roupa, ou sorriso, ou o brilho dos olhos. Alguma coisa elogiável vai ter.
  3. Aprenda a ouvir. Será que você não fala demais? De repente o seu amigo está precisando desabafar, mas nem tem coragem de comentar isso porque você não dá uma trégua. 
  4. Convide a pessoa para sair, nem que seja para tomar um picolé de um real. Poxa, já é alguma coisa e mostra que você gosta da companhia dela.
  5. Se você ver, ou fizer, algo que te lembre alguém. Chegue pra essa pessoa e diga: lembrei de você!
  6. Não espalhe fofocas/comentários/boatos/informações. Falaram mal da sua amiga? Ela ficar sabendo vai trazer o que de bom? Exatamente, nada. Deixe o boato morrer.
  7. Sorria para estranhos no trânsito, nas filas, na rua. Eu mesma, já me peguei sorrindo por lembrar de um sorriso que uma senhora estranha me deu, acredita?
  8. Se a pessoa pedir seu conselho, aconselhe. Mas não critique.
  9. Ofereça ajuda e coloque-se a disposição.
  10. Faça, de alguma forma, a pessoa entender que a situação tem solução
  11. Mostre-a como ela tem valor e como é forte, pois o fato dela estar ali, significa que sobreviveu todos os dias ruins que já teve e com esses não serão diferentes.
  12. Se você conhece alguém que esteja passando por uma situação difícil, talvez até pensando em suicídio, procure saber quais são os interesses dessa pessoa. E aproveite esses temas para manter uma boa conversa.
  13. Convide ela para ir até a igreja com você

    Indico: 13 razões para viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...