sexta-feira, 11 de setembro de 2015

PEACE DAY BURGER, BURGER KING & GIRAFFAS


    A carta foi publicada no começo do mês, mas eu só li agora. Estou empolgadíssima pra ver isso acontecer, porque acredito que o tapa com luva de pelica será muito bem dado. Para quem não sabe do que estou falando: daqui dez dias é o dia Internacional da Paz e uma proposta feita pelo Burger King - a #McWhopperProposal - ganhou algumas redes sociais. 


   Há, mais ou menos, duas semanas o Burger King fez um convite público ao McDonald's, para criação de um hambúrguer conjunto (Big Mac + Whopper) cujo dinheiro arrecadado nas vendas, no dia 21 de setembro, ajudaria a salvar milhares de pessoas. A princípio, haveria uma loja pop up em Atlanta nos Estados Unidos, o lanche só seria servido lá, porque a cidade fica no meio do caminho entre Chicago e Miami (onde surgiram Mc e BK respectivamente). Foi feito um vídeo para explicar a proposta, foi feito um site, foi pensado um visual para loja, caixas, uniformes, tudo ... e o McDonald's disse não.


    Muito bem, eu entendo a comparação que algumas pessoas fizeram. Seria como Coca-Cola se unir a Pepsi. E sim, seria exatamente isso. No dia Internacional da Paz, não enxergo onde estaria o absurdo. Alguns acharam uma piada, mas muito pelo contrário, a coisa é seríssima. Imagine que exemplo sensacional que seria, os dois maiores nomes do ramo, no mundo, juntos para mostrar que existe limite para concorrência e quando uma boa causa está em jogo, ela deve ser pensada. Seria bem louco, seria lindo.


   Tá. Se a rede do Ronald rejeitou essa linda proposta, apareceram muitas outras - grandes e pequenas - reconhecendo a genialidade do Burger King. Depois disso outra carta aberta foi divulgada, onde o BK diz aceitar se juntar a outras redes interessadas e que a proposta ao Mc continua aberta e que eles podem dizer "sim" no tempo deles (Turn down for what? Não é mesmo?). Aqui no Brasil quem se uniu a campanha foi o Giraffas que, para os desnecessários de plantão com piadas prontas, não serve só arroz e feijão. 


     Estaria eu, logo eu que não como carne, filosofando demais por causa de um hambúrguer? Talvez. Mas é que eu aprendi, bem cedo, que cada um com seu cada qual. Não é porque sou vegetariana que todos devem ser também, cada um faz o que quer da vida, o McDonald's, por exemplo, escolheu perder alguns fregueses com essa atitude mesquinha. Ué, problema dele. Aposto que o Rei está de boas, porque desgraça pouca pra ele é bobagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...