Pular para o conteúdo principal

TOKIO HOTEL NO BRASIL


   Yay! Eu já falei aqui uns 2389572410 de vezes que minha banda favorita - apesar do bullying sofrido por causa disso - é o Tokio Hotel. E fiquei sabendo há alguns meses que os meninos trariam a turnê Feel It All para São Paulo em 2015. Agora já estão anunciado até na rádio o show que irá acontecer no dia 28 de agosto no Citibank Hall, 22h00. 
    Para o camarote setor 1 os ingressos custam R$450,00 | para o camarote setor 2 custam R$400,00 | para a pista premium custam R$420,00 e para a pista normal R$220,00. Em todos os setores há meia entrada que, obviamente, custa metade do preço. E os ingressos podem ser comprados no Tickets for Fun.

Olha esse Georg, Brasil <3
   Beleza, já falei o mais importante. Agora eu vou falar a razão pela qual eu desisti de ir ao show. Mimizeiros não venham mimizar nos comentários, por favor, porque eu não sou obrigada e, a menos que você obrigue o Bill Kaulitz a ler isto, ele não se ofenderá porque ele simplesmente nunca ficará sabendo. Grata.
    Eu já não sei mais desde quando ouço Tokio Hotel, mas posso garantir que já faz muito tempo e eu realmente admiro o trabalho deles. Nenhum grupo me faz limpar a casa com tanta vontade enquanto escuto um live. O motivo pelo qual eu dizia que TH era a única banda da qual eu era fã, era o fato de eu gostar de todas - TODAS - as músicas deles. Claro que depois de cinco anos em hiatus o som dos garotos surgiria diferente. Porque gente ... um dia todo mundo cresce - com exceção de quem morre antes. Fiquei feliz pela evolução deles? É ... sim, claro. Gostei do álbum? Não ... nem sou obrigada a gostar. O que isso muda na vida deles? Nada ... eles continuarão ricos. O que muda na minha vida? Nada ... eu vou continuar ouvindo Humanoid, Scream, Zimmer 483 e os outros cds todos. Eu gostei  muito de Love Who Loves You Back e só. Não faz sentido eu pagar duzentos reais pra ir em um show ouvir músicas que eu não curti, sabe? 
    Quanto a polêmica dos clipes. Galera, por favor. As pessoas têm todo o direito de estarem chocadas com a mudança. Antes o Bill pulava de helicópteros, de prédios, de trens ... sei lá; hoje ele usa drogas e dá a bu*** nos vídeos. Como não ficar chocada? Quer dizer que é homofobia? NÃO! Quer dizer que se fosse um hétero usando drogas e fazendo sapeca iaiá - como diria o digníssimo Marcelo Rezende - eu estaria chocada da mesma forma, porque eu sou como uma velhinha de setenta anos cheia dos pudores e ninguém tem nada com isso. Fim de papo. 
        Para quem vai no show, espero que seja uma noite inesquecível para vocês tanto quanto 23 de novembro de 2010 foi para mim. Até :*

Comentários