quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

LIVRO: A ARTE DO JOGO


   Já comentei algumas vezes sobre os livros que comprei no ano passado, aliás fiz uma postagem exclusiva pra falar deles. Hoje eu voltei para fazer a resenha de A Arte do Jogo.
    Quero começar falando da capa porque quando eu comprei achei ela linda. Na verdade ainda é, mas só li uma vez e já ficou com aspecto de livro velho, bonito, mas velho. Não existe nenhuma fotografia ou ilustração, a capa é tipográfica, mas acho que combina mais com a história do que qualquer imagem - serviu até de inspiração para um dos cartazes que fiz na divulgação do treinamento para a maratona de programação. Em relação ao desgaste acho que é devido a falta de laminação, mas depois de descobrir que o protagonista #1 tem um livro velho com o mesmo nome comecei a achar que a ausência desse acabamento é proposital.
Henry Skrimshander, a grande aposta do time de beisebol da Westish College, parece destinado ao estrelato na grande liga, até que um arremesso de rotina sai desastrosamente do curso. Como consequência desse erro, o destino de cinco pessoas vira de cabeça para baixo. A luta de Henry contra a insegurança ameaça destruir seu futuro como jogador. Guert Affenlight, reitor da faculdade há muito tempo solteiro, se vê de repente perdidamente apaixonado. Owen Dunne, colega de quarto e de time de Henry, envolve-se em um romance arriscado. Mike Schwartz, o capitão do time, se dá conta de que sua dedicação a Henry custou a própria carreira. E Pella Affenlight, a filha do reitor, volta para a Westish decidida a começar uma nova vida depois de fugir de um casamento destinado ao fracasso. Com o fim da temporada se aproximando, os cinco são forçados a confrontar suas mais profundas esperanças, angústias e segredos. Nesse processo, eles criam novos vínculos e ajudam uns aos outros a encontrar seus verdadeiros caminhos. Escrito com acentuada inteligência e repleto da delicadeza da juventude, A arte do jogo é um caloroso romance sobre ambição, amizade, amor e compromisso. Um livro tocante, que fala diretamente ao coração dos leitores.
 Gostei da maneira como os personagens vão sendo apresentados durante a história. Gostei de como acontecimentos me pegaram de surpresa, não uma mas diversas vezes, é ótimo ler um livro imprevisível. Apesar de tudo ter uma relação com Henry, a forma com que Chad Harbach escreveu faz com que você não se sinta cansado de um personagem. E por fim, apesar de se tratar de um livro sobre beisebol - o que eu sei sobre isso? - não fiquei perdida, o que foi um alívio, a história não exige nenhum conhecimento nessa área, haha.  Enfim, recomendo

3 comentários:

  1. A melhor comentarista do NB está AQUI. n jhUJSAHBSASA7 Quero prêmio, unnie. nnnnn

    Não conhecia e muito menos tinha ouvido falar sobre esse livro... Ele parece ser bom de ler, mas não é muito o tipo que eu costumo ler... Quem sabe eu procure o primeiro capítulo online e eu goste? Uhum.... Mas tenho uma lista pra comprar ainda. UNIcornizada ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blogger apagando metade do meu comentário DE NOVO. Pqp, não mereço.

      Excluir
    2. HUAHUAHUHU, dá raiva quando isso acontece, né? Eu não escrevo tudo de novo nem que me paguem kkkkk
      Dongsaeng, não consigo entrar no seu blog. Aparece que "o conteúdo desse website ainda não foi publicado". Será que é o só aqui?
      Quanto ao livro, se encontrar para comprar, compre. Ele é bom.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...