quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

FILME: UM SONHO POSSÍVEL


   Me desculpem pela ausência, não ando muito animada para escrever nos últimos dias, mas hoje eu não podia deixar de falar sobre esse filme. Se eu esquecesse de indicá-lo para vocês não me perdoaria. O filme não é novo, ele é de 2009 e rendeu a Sandra Bullock o Oscar de melhor atriz em 2011. A história é linda e é baseada na vida do jogador de futebol americano Michael Oher. A primeira parte do filme é tão emocionantemente - essa palavra nem existe não é mesmo? - triste que, se você for igual a mim, vai precisar de dois baldes: um para a pipoca e outro para as lágrimas.
   Michael Oher nasceu em um bairro pobre do Tennessee. Seu pai foi morto e sua mãe, viciada em crack, teve uma dúzia de filhos - não estou brincando ... Oher tinha 11 irmãos. Ela perdeu a guarda das crianças que foram separadas e mandadas para casas diferentes. Michael sempre fugia e tentava voltar para a mãe. Passou por muitas escolas e famílias, mas ao contrário dos garotos da vila onde nasceu ele não entrou para nenhuma gangue e conseguiu se tornar um astro do futebol.
   Um Sonho Possível conta essa história de Oher, mas o foco é na reviravolta que aconteceu em sua vida. O chato é que assistindo o filme pode parecer mentira, parece que eles forçaram a barra, sabe? Mas não. Depois de conseguir se matricular numa escola de Elite de Memphis por piedade do diretor, depois de tanto tempo sem estudar e sem ter onde dormir, Big Mike - como era chamado - vai tentando levar a vida passando as noites em uma lavanderia. Um dia muito frio de Ação de Graças Mike é visto pelos Tuohy indo para algum lugar em que pudesse se aquecer e com pena Leigh Anne leva o garoto para passar a noite na casa da família. No dia seguinte eles vão comprar roupas e com o tempo todos vão se apegando a Mike e ele já não quer mais sair de lá. Muitas coisas boas acontecem, os professores percebem que o menino não é burro, ele só não escreve, por isso começam a fazer provas orais. Suas notas melhoram e ele finalmente pode entrar para o time de futebol americano onde todo mundo espera muito dele graças ao seu tamanho. Enfim ... daí pra frente são várias alegrias, não vou contar o filme todo, só espero que quem ainda não assistiu, assista. 


    Da SJ, Leigh Anne, Michael Oher, Collins e Sean, a família Tuohy da vida real.

2 comentários:

  1. Meus alunos comentam direto sobre esse filme lá na escola! Está na minha lista faz um tempão para eu assistir! :) Gosto muito dessas histórias de superação... Outro que eles comentam demais é o Mãos Talentosas! Já assistiu? Esse também está na minha lista!

    http://blog.fernandafusco.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou muito chorona, mas esse filme é lindo mesmo, chorei mais que o normal no começo dele.
      Esse outro eu ainda não vi não, mas procurei aqui e parece realmente bom. Valeu a dica!

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...