terça-feira, 7 de outubro de 2014

SOBRE: FACULDADE, GANSOS & PIPOCA


    Hello, world! E eu não poderia começar esse post de outro jeito que não esse, haha. Entendedores entenderão. A Cath fez algumas perguntas em um post anterior sobre a minha faculdade, como eu escolhi o curso e coisas desse gênero, daí eu acho que melhor do que fazer um jogo de perguntas e repostas é fazer um texto falando um pouco sobre tudo isso. Só para integrar quem ainda não sabe, eu curso análise e desenvolvimento de sistemas na Fatec de Mogi das Cruzes desde o ano passado e atualmente estou no quarto semestre.


     Medicina, direito, veterinária, letras, filosofia, arquitetura ... meus sonhos foram vários, mas a verdade é que até o primeiro ano do ensino médio eu queria fazer economia. Acontece que eu sou tão ruim em matemática quanto eu poderia ser e quando eu digo que só sei somar e subtrair, eu não estou dizendo grandes mentiras, até porque dividir e multiplicar nada mais é do que subtrações e somas consecutivas, certo? Deve ser ...
      Resumindo, no ensino médio minha mãe fez minha inscrição no vestibulinho do IFSP para o técnico em manutenção e suporte em informática e eu passei. Desmontar computador não era o que eu queria para a minha vida, mas no último semestre do curso eu comecei a fazer iniciação científica e me interessei por outros assuntos relacionados. Descobri o curso de ADS e resolvi que era isso que eu iria fazer, simples assim. Por alguma razão eu não queria cursar o ensino superior lá no Instituto Federal, então minha única opção era a Fatec - cheguei a fazer Fuvest, mas além de não ter passado, lá não tinha o que eu queria. Como o campus de São Paulo da Fatec é muito concorrido, minha mãe deu a ideia de eu prestar o vestibular para Mogi, já que a distância é praticamente a mesma. Bã, foi assim que eu cheguei aqui.
      Minhas expectativas não eram tão boas, eu achava que seria a única com 17 anos na sala, achava que não iria me enturmar porque só existiam quatro nomes femininos além do meu na lista de quarenta aprovados, achava que só ia encontrar nerd e que os professores não aceitariam minha prova se eu entregasse ela a lápis. Tudo bobagem, amigos! Mais da metade da minha turma só completou dezoito anos lá, todo mundo é coleguinha de todo mundo, não tem nenhum nerd do jeito que eu esperava encontrar, a galera é aceitavelmente normal, do tipo que joga lol e truco - se bem que no primeiro dia de aula eu vi alguns jogando cartas do pokémon, mas beleza - os professores aceitam prova feita a lápis, a caneta, com sangue, pena de coruja, tinta de lula ... o que você quiser, só não vale discutir depois. A faculdade é tão legal que tem até uns gansos lá no fundo! Uma graça. Deus queira que aqueles animais não consigam passar pelos portões que nos separam.
       Em geral, é como uma escola. Tem os inteligentes, tem os quase inteligentes, tem os super inteligentes, tem os bonitos, tem os estranhos e tem os gamers, ainda não vi um funkeiro e os populares do colégio, na faculdade, se tornam os que saem da aula pra ir pro bar, são as únicas coisas diferentes. Agora uma coisas chata, é que se sua faculdade tiver um microondas público, sempre vai ter um miserável pra fazer pipoca de bacon/queijo e deixar o pátio inteiro fedendo durante todo o intervalo.
    Então é isso, fazer faculdade é super delícia, você conhece gente nova e aprende coisas novas, além de que passa tão depressa que todo mundo deveria fazer, haha. Não precisa ter medo, nem se preocupar demais ... nada que uma DP, ou uma DP da DP não resolva. Aqui tem um post com dicas para estudar e aqui um post sobre a vida de um universitário com Toy Story para descontrair. Beijos e até :*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...