Pular para o conteúdo principal

SÃO PAULO CANTADA


    Eu já falei, várias e várias vezes, e um dia posso acabar pagando a língua por isso, mas eu não trocaria São Paulo por nenhum outro lugar do Brasil. E não tenho certeza se me sentiria a vontade para viver o resto da minha vida em outro país desse mundo. Na verdade, eu nem moro em São Paulo, sou de Guarulhos, mas olha ... tá ali, viu? E eu amo minha cidade também, só a deixaria se fosse pra morar no centro de Sampa e acordar com as buzinas dos carros que enfrentam o congestionamento em plena segunda-feira de manhã. 
      Semana passada eu estava impossível! Acordei cantando todos os dias e se engana quem acha que eu só ouço kpop e saio cantando em coreano pela casa. Digamos que eu estava em uma semana nacional e cantei até músicas que foram lançadas antes de eu nascer. Foi então que eu percebi, gente ... quantas músicas existem sobre essa cidade maravilhosa? Fui dar uma pesquisada: estimam que cerca de três mil músicas tenham sido criadas em homenagem a Terra da Garoa.


   Olha, a Av. São João pode não ser a mais famosa, mas sua combinação com a Av. Ipiranga, com certeza rendeu o cruzamento mais famoso de São Paulo. 
    Alguma coisa acontece no meu coração, que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João. É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi, da dura poesia concreta de tuas esquinas, da deselegância discreta de tuas meninas. | Sampa - Caetano Veloso.


    Os bairros do Brás e do Jaçanã também já foram eternizados, nas letras de Adoniran Barbosa! Quem nunca escutou Trem das Onze ... Saudosa Maloca?
    O Arnesto nus convidô, pru samba, ele mora no Brás, nóis fumo e num incontremos ninguém. Nóis vortemos cuma baita de uma réiva, da outra vez nóis num vai mais. | Samba do Arnesto - Adoniran Barbosa.
    

    Vila Mariana, Tietê, Pompéia, Butantã ... São Paulo e os paulistanos. Todos já foram cantados em músicas da Rita Lee.
    O espinho nosso de cada testa, milagrosa seja vossa festa. Sois o lazer de quem trampa, Bendita Santa Rita de Sampa. | Santa Rita de Sampa - Rita Lee.


    Dá uma olha na listinha: Sé, Bom Retiro, Santa Efigênia, Consolação, Mooca, Pinheiros, Brás, Carrão, Ipiranga, Itaquera, Aclimação, Guaianazes, Jaguaré, Socorro, Penha, Casa Verde, Tatuapé, Perus, Butantã, Pirituba, Clementino, Sacomã, Capão Redondo, Santo Amaro, Itaim Bibi, Brasilãndia, Arthur Alvim, Cidade Dutra, Cidade Ademar, Parque do Carmo, Jardim Popular, Jardim Ipê, Vila Alpina, Vila Sonia, Vila Leopoldina, Parque São Jorge, Jardim Lageado, Campo Limpo, Jardim Penteado, São Miguel Paulista, Pari, Tiradentes, São Mateus, Taipas, Vila Matilde e, ufa, Bairro da Lapa. São todos os citados da música Os Dps de São Paulo Capital do Bezerra da Silva. 

    
    E como depois de toda essa lista, Bezerra da Silva ainda conseguiu se esquecer do Bairro do Bixiga? Poxa. Não tem problema, Beth Carvalho lembrou do bairro tradicional e fez uma música só pra ele. A mesma ainda canta Praça Clóvis.
     Silêncio, o sambista está dormindo. Ele foi, mas foi sorrindo. A notícia chegou quando anoiteceu, escolas, eu peço silêncio de um minuto. O Bexiga está de luto. | Silêncio no Bexiga - Beth Carvalho.


     Pra eu não ficar chateada, Germano Mathias lembrou do meu bairro favorito: Liberdade, mas como ele mesmo diz, se esqueceu de muita gente. Ele lembra de Bixiga, Penha, Lapa, Pacaembu, Morumbi, Santana, Liberdade, Peruche, Tucuruvi, Vila Matilde, Barra Funda, Butantã, Vila Prudente e outros mais. 
    São Paulo, tenho mais de mil motivos, tantos pontos positivos, para te amar de paixão. | São Paulo, Mãe Madrinha - Germano Mathias

    Eu duvido você terminar de ler esse post sem sede de Sampa! Se gostou, dê um curtir na página do blog no Facebook, deixe seu comentário aí embaixo e sinta-se a vontade para pedir algum assunto para as próximas postagens.

Comentários