Pular para o conteúdo principal

RESENHA: ALTA TENSÃO


    Um dos autores mais lidos no mundo, Harlan Coben traz uma nova história com seu personagem mais premiado. Myron Bolitar ficará frente a frente com um passado de mentiras e traição.
    Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para descobrir o responsável por essa intriga e trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder, que saiu de casa depois de ler o texto. 
    Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Mas, na mesma boate onde o encontra, Myron é surpreendido ao ver Kitty, a mulher que fugiu com seu irmão, Brad, e o afastou para sempre da família. 
    Tentando ajudar a amiga e reencontrar o irmão mais novo, Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Agora, só a verdade poderá salvá-las. Mas, para que ela prevaleça, nenhuma mentira pode restar – seja ela de Suzze, Lex, Kitty ou do próprio Myron. 
    Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade e surpreende por seu toque humano. 
    Na aventura mais difícil de Myron Bolitar, seu passado vem à tona e, junto com ele, feridas que jamais se fecharão.

 
    Todo bom apreciador de Agatha Christie e Arthur Conan Doyle, deve admitir que tem hora que as histórias ficam cansativas e confusas. Isso é quase uma regra nos livros antigos de romances policiais, chega um momento em que seu cérebro já não consegue mais acompanhar os mistérios e nada mais é elementar, meu caro Watson, porém, isso não acontece em Alta Tensão, meu livro do mês passado.
    Esse foi o primeiro livro da série de Myron Bolitar, do Harlan Coben, que eu li, mas eu já não posso esperar para comprar e ler todos os outros. Eu amei o jeito como a história se desenvolve. 
    A narrativa começa com Myron em um quarto de hospital, com seus pais, tentando decidir entre mentir ou não mentir e então voltamos no tempo alguns dias, para entender como é que ele foi parar ali. A princípio achei que o livro seria entediante e que giraria em torno de Suzzie T. até o final, mas muita coisa acontece ao mesmo tempo e ainda assim Alta Tensão não é complexo, nem cansativo. O livro fica mais emocionante com a morte de um dos personagens, então seguimos os passos de Myron e conseguimos juntar algumas informações importantes, mas somente no final as coisas começam a ser reveladas realmente. Esse suspense mais a comédia acrescentada por personagens como Win e Big Cindi, é o que faz você querer devorar o livro em um só dia. 

Comentários