quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

SABE A VIDA? ESTÁ NA HORA DE VOCÊ CUIDAR DA SUA


    Você conhece alguém que gosta de gente que cuida da vida alheia? Melhor, você gosta de gente que só faz cuidar da vida dos outros? Não. Ninguém gosta. Nem a vizinha fofoqueira gosta das outras fofoqueiras do bairro, é aquela velha estória: se você não confia em ninguém, é porque ninguém pode confiar em você.
     O que faz uma pessoa deixar de fazer as suas coisas pra tomar conta e procurar defeito em tudo o que os outros fazem? É uma pergunta que sempre me perseguiu, mas eu nunca parei para tentar encontrar uma resposta. Por quê? Simples, porque não é um problema meu e não me interessa problema de terceiros. 
     Cresci cercada por gente que vive a vida exclusivamente querendo ser melhor do que os outros, mas a questão é: querer é poder? Nem sempre. Na minha humilde opinião, elas já deixam de ser melhores do que qualquer um por se preocuparem demais com o que o indivíduo ao lado está fazendo. Pra mim, os fodões, com o perdão da palavra, são aqueles que simplesmente fazem o que fazem muito bem, sabem que fazem bem e não estão nem aí se tem alguém que faz ou não melhor, porque a parte deles eles já estão fazendo. Melhorar? Sempre bom, desde que não vise uma competição. Ninguém pode participar de uma competição a vida toda. Um dia elas acabam. 
      Não sei se eu sou sossegada demais, só sei que eu não vou correr, não agora. E que se algum dia eu quiser correr, que seja por mim, não pra provar algo para alguém. Eu faço as coisas no meu tempo, com a maior paciência do mundo. Tenho dezoito anos, nem um pinguinho de pressa e por enquanto tudo está dando muito certo. Devo me importar com o que os outros falam de mim? Pra quê? O que isso acrescenta na minha vida? Nada, nem subtrai. 
     Uma certeza eu tenho, quem está perdendo tempo não sou eu, é quem não mede as palavras para tentar rebaixar os outros e ver se assim se sente um pouquinho melhor. Isso é ridículo, é coisa de gente à toa, gente fútil, é desprezível, desnecessário. Acima de tudo é coisa de gente burra, porque se fosse inteligente utilizava esse tempo que passa cuidando pra evoluir um pouquinho, aprender mais, fazer alguma coisa interessante, ser feliz! Ah, felicidade! É isso que falta pra esse povo, afinal de contas, gente feliz não enche o saco. Estou certa, ou estou errada? Se você também pensa assim, compartilha esse texto, quem sabe aquela pessoa que está cuidando muito de você lê e acorda pra vida?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...